HORROR ORIENTAL NA BIENAL DO RIO - Lua Bueno Cyríaco e Paulo Soriano



HORROR ORIENTAL NA BIENAL DO RIO
Lua Bueno Cyríaco e Paulo Soriano

No mundo ocidental, tradicionalmente, as entidades fantasmagóricas, embora muitas vezes assustadoras, não são, necessariamente, maléficas. Antes, prendem-se à matéria em razão de alguma questão não solucionada em vida e se manifestam sob a forma de espectral aparição até que sejam libertadas do fadário opressor.

Os entes sobrenaturais orientais, malgrado possam vagar no mundo em busca de uma libertação, são particularmente maléficos. São capazes de materializar-se e de impingir dor e sofrimento às pessoas vivas, e — mesmo — causar-lhes uma morte horrenda e cruel. Outras vezes, o espírito maligno volta energicamente ao corpo inanimado para, reanimada a carne deletéria, trazer morte e destruição aos circunstantes. A vingança devastadora não raramente amima o intento de um espírito que se vê atormentado pela quebra de uma solene promessa que lhe fora feita em vida.

Mas não apenas espíritos humanos povoam o ancestral imaginário popular da China, Japão e Coréia. Nele, igualmente, habitam seres monstruosos (que mortificam monastérios abandonados) ou pérfidos demônios (que, sob o disfarce de pessoas desamparadas, destroem cruelmente aqueles que os acolhem hospitaleiramente em seus lares). Nocivos espíritos animais também assumem formas humanas para aterrorizar e ludibriar os pobres e incautos mortais.

Na Bienal do Livro do Rio de Janeiro (30 de agosto a 8 de setembro), a Editora Luva apresentará ao público brasileiro o “Horror Oriental”,  um volume ricamente ilustrado de narrativas tradicionais da China, Japão e Coréia, escritas, dentre outros, por Gan Bao (285 - 366), Pu Songling (1640 - 1715), Koizumi Yakumo (1850 - 1904) e Im Bang (1640 - 1722). As traduções — quase todas inéditas em língua portuguesa — são de autoria de Lua Bueno Cyríaco e Paulo Soriano.

No livro, leitor e leitora adentrarão um mundo fantástico e assustador do Extremo Oriente, povoado por fantasmas que sangram, cadáveres deambulantes que perseguem implacavelmente os vivos, demônios escondidos sob peles humanas removíveis, animais fantásticos, monstros hediondos que atacam os viajantes nas estradas, monges que lutam ingloriosamente contra o maligno, aparições e vinganças de além-túmulo... Este é o universo sobrenatural e imensamente macabro que permeia a literatura fantástica oriental.

Confiram,  aqui, um dos contos que integram a coletânea.

Lua e Paulo agradecem  a sua presença.

Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário