Postagens

Mostrando postagens de novembro, 2022

SANTA ADORATA - Conto Clássico Fúnebre - Guillaume Apollinaire

Imagem
  SANTA ADORATA Guillaume Apollinaire (1880 – 1918) Tradução de Paulo Soriano   Para Fernando Molina   Certa feita, visitei a igrejinha de Szepeny, na Hungria, e lá me mostraram um relicário muito venerado.   — Ele contém o corpo de Santa Adorata — disse-me o guia. — Já se passaram quase sessenta anos da descoberta do túmulo, perto de onde estamos. Não há dúvida de que a santa foi martirizada nos primórdios do cristianismo, quando da ocupação romana. Era a época da evangelização de Szepeny, realizada pelo diácono Marcelino, que assistira à crucificação de São Pedro.   “Com toda a probabilidade, Santa Adorata foi convertida pelo do diácono e, após o martírio, os padres romanos sepultaram os seus despojos. Acredita-se que  Adorata  seja apenas a tradução latina de um nome pagão, pois não se crê que ela tenha recebido outro batismo que não o do sangue. Tal nome não suscita ideias cristãs; contudo, a boa conservação do corpo, que se achava intacto depois de tantos séculos sob a terra, most

COX CITY - Conto Clássico de Horror - Guillaume Apollinaire

Imagem
  COX CITY Guillaume Apollinaire (1880 – 1918) Tradução de Paulo Soriano   O Barão d'Ormesan levou, rapidamente, à mão na cicatriz, que eu acabara de perceber em sua cabeça, e puxou o cabelo para trás, para cobri-la. — Eu devo estar sempre muito bem penteado — disse-me —, senão se percebe, claramente, essa mancha — suja e lívida — no meu couro cabeludo. A todos causa a impressão de que sofro de descamação... Essa cicatriz não é recente. Remonta à época em que eu fui fundador de uma cidade…   Tal foi há cerca de quinze anos, na Colúmbia Britânica, Canadá… Cox City!… Uma cidade de cinco mil almas… Seu nome Cox veio de Chislam Cox, um camarada meio cientista, meio aventureiro. Ele propiciou a corrida àquela parte das Montanhas Rochosas — virgem à época — onde permanece, até os dias de hoje, Cox City. Os mineiros foram recrutados em quase toda parte: Quebec, Manitoba, Nova York. Foi nesta última cidade que conheci Chislam Cox. Eu estava lá há cerca de seis meses. Mas de

NECRÓPOLE AQUÁTICA - Conto de Terror - Maycon Guedes

Imagem
  NECRÓPOLE AQUÁTICA  (Conto vencedor do concurso de fantasia da plataforma Scriv) Maycon Guedes   A madeira range, e o nosso barco de pesca vai de encontro à espessa neblina, naquele mar tenebroso que até então calmo era. Roberto, meu companheiro de pesca, que não era nada cético, como de costume, preparava o arpão e a grande rede, sempre com os ouvidos cobertos de cera, acreditando que dessa forma não cairia nos encantos do canto das sereias. Eu, por outro lado, preferia deixar meus ouvidos livres para serem penetrados pelas melodias de Paganini , que tocava na vitrola dentro da cabine do nosso barco. Excedendo um pouco a velocidade, rasgamos a misteriosa neblina com nosso barco; enquanto isso, Paganini destruía as cordas do violino, virtuosamente ágil, presenteando meus tímpanos com sua sonoridade sombria; um deleite para meus ouvidos - orgasmo sonoro!      Eu e meu parceiro de pesca sabíamos dos boatos envolvendo as misteriosas neblinas que, segundo os moradores da região