CLÍMAX PARA UMA HISTÓRIA DE FANTASMAS - Conto Clássico de Terror - I. A. Ireland

 



CLÍMAX PARA UMA HISTÓRIA DE FANTASMAS

I. A. Ireland (sécs. XIX - XX)

Tradução de Paulo Soriano

 

— Que estranho! — disse a moça, avançando cautelosamente. — Que porta mais pesada!

Ao falar, tocou levemente a porta, que se fechou de repente, com uma batida.

— Meu Deus! — disse o homem. — Parece que não tem maçaneta do lado de dentro. Creio que nos deixaram trancafiados aqui!

— Deixaram-nos, não... Somente um de nós ¬— disse a moça.

E, diante dos olhos dele, ela passou através da porta e desapareceu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O RETRATO OVAL - Conto Clássico de Terror - Edgar Allan Poe

O GATO PRETO - Conto Clássico de Terror - Edgar Allan Poe

O CORAÇÃO DELATOR. Conto clássico de terror. Edgar Allan Poe