FRONTEIRAS - Conto Insólito - Jose Ángel Conde

 


FRONTEIRAS

Jose Ángel Conde

Tradução de Paulo Soriano

 

Os demiurgos conceituados por tantas religiões humanas materializaram-se em forma física como os Eidolor, uma espécie de sentinelas interdimensionais encarregadas de custodiar a passagem entre diferentes mundos e realidades. Uma destas dimensões correspondia ao nosso ciclo de vida terrestre e os Eidolor gerenciavam o trânsito do nosso corpo espiritual às etapas seguintes de circulação astral. A razão para se manifestarem à humanidade foi a saturação das rotas de intercâmbio entre os diferentes mundos. Eles apareceram para nos dizer que a morte havia sido cancelada e que deveríamos permanecer neste plano até novo aviso.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A MÃO DO MACACO - Conto Clássico de Terror - W. W. Jacobs

O CORAÇÃO DELATOR. Conto clássico de terror. Edgar Allan Poe

O GATO PRETO - Conto Clássico de Terror - Edgar Allan Poe

O MARINHEIRO DE AMESTERDÃ - Conto Clássico de Horror - Guillaume Apollinaire